0800 777 2050
(34)
(34)99982-0644
(34)98400-8040
(34)99214-8470
(34)99870-1035(EMERGÊNCIA)
Ok
Notícias

Quer ganhar 1 curso de teologia grátis?
Então me chame no Whatsapp

Não deixe a Escola Dominical morrer em sua igreja

Fundada há mais de 230 anos pelo crente episcopal e também jornalista inglês Robert Raikes, a Escola Dominical “viralizou” pelo mundo inteiro como um movimento de ensino popular e sistemático da Bíblia sagrada, além de outras disciplinas seculares que eram comuns nos primórdios deste movimento (língua materna, matemática, história, etc.).

Um crescimento extraordinário

De Gloucester, na Inglaterra, as Escolas Dominicais rapidamente ganharam fama pelas cidades vizinhas. Em apenas quatro anos (1780-1784) já havia o extraordinário número de 250 mil alunos matriculados; e quando o pioneiro Raikes morreu em 1811, ele deixou o legado de muitas escolas pautadas nos valores cristãos com cerca de 400 mil alunos matriculados, a maioria absoluta composta de crianças. Ninguém irá duvidar que a Escola Dominical é um movimento avivado pelo Espírito, senão, doutro modo, jamais teria alcançado tamanha proporção em tão pequeno tempo, e com resultados tão positivos.

O casal de missionários escoceses Robert e Sarah Kalley chegam ao Brasil e em 1855 iniciam com apenas cinco crianças uma classe de Escola Dominical em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Aquele tímido começo foi se agigantando e resultou no início da Igreja Congregacional no Brasil. Sim, uma grande igreja começou numa pequena Escola Dominical! O amor e a persistência dos missionários foram honrados. As sementes frutificaram e grande tem sido a colheita até hoje para a glória de Deus!

Há quem especule que o número de alunos e professores frequentes na Escola Dominical em todo mundo já ultrapasse a casa dos 60 milhões. Para glória de Deus, posso dizer que faço parte desse número. E você?

A Escola Dominical compensa

Muitas igrejas cujos pastores prezam pela saúde espiritual do rebanho ainda estão zelando pelo ensino bíblico e teológico regular através das Escolas Dominicais. Nem todos os membros têm tempo ou condições financeiras de fazerem uma faculdade ou seminário de teologia durante a semana; as crianças, ainda que quisessem, não poderiam se matricular nessas instituições, e muito dificilmente os adolescentes teriam este privilégio. Na Escola Dominical, porém, toda a família pode se matricular, frequentar gratuitamente e com um investimento baixíssimo: em média, 10 reais a cada três meses, que é o preço da revista com as Lições Bíblicas.

Embora muitas escolas estejam funcionando em outros dias da semana, até para melhor acomodar a membresia local, o domingo ainda continua sendo o dia preferido da Escola Dominical, visto que, em geral, é um dia de folga dos trabalhos e estudos seculares. Dia propício para as famílias se congregarem, e, em cada classe dividida por faixa etária, aprenderem a “gramática do céu”, as sagradas Letras (2Tm 3.15).

 

Está gostando desse conteúdo?

Cadastre seu email no campo abaixo para ser o primeiro a receber novas atualizações do site.

Fique atualizado! Cadastre para receber livros, CDs e revistas promocionais.

A Escola Dominical coopera para o cumprimento da grande Comissão: “Fazei discípulos de todas as nações… ensinando-os a guardar tudo que vos tenho ordenado” (Mt 28.19,20). Não só com as classes de Discipulado para novos convertidos, senão também com o discipulado contínuo, que é a formação doutrinária e ética dos membros e congregados da igreja local, incluindo as próprias lideranças. A Escola Bíblica Dominical, ou apenas EBD, como é carinhosamente chamada, é um braço direito para os pastores na instrução dos membros, e também para os pais, na instrução dos filhos. Como dizia o pastor Antônio Gilberto, um dos maiores nomes da educação cristã no Brasil, “A Escola Dominical também coopera eficazmente com o lar, na formação dos hábitos cristãos legítimos, práticas e deveres sociais bíblicos, resultando na formação do caráter ideal, segundo os princípios do genuíno cristianismo”.

Bons obreiros, pregadores e evangelistas são forjados nas classes da Escola Dominical, onde aprendem a ler e interpretar as Escrituras, bem como são instruídos nas doutrinas basilares da fé cristã, além de desenvolverem um senso espiritual aguçado para perceber distorções e heresias prejudiciais à Igreja do Senhor. Mas infelizmente, há muitas igrejas onde nem os pregadores, nem os obreiros e nem mesmo os pastores estão interessados em fortalecer a EBD. Daí as portas estão escancaradas para os modismos, invencionices, falsos ensinos, emocionalismo barato e heresias que trarão prejuízos caríssimos a estas congregações!

Falta de Bíblia: portas escancaradas para o engano

Igrejas que negligenciam a Escola Dominical demonstram seu desinteresse pela Palavra de Deus, ainda que seus templos lotem nos cultos à noite. Igrejas que amam a Palavra e sabem o valor vital que ela tem, amam e frequentam a Escola Dominical, honram seus professores e dirigentes, investem na estrutura física, acolhem os alunos e sempre buscam outros mais, visto que “ainda há lugar” (Lc 14.22).

Igrejas que não amam a Palavra, cancelam a EBD e despedem as famílias para o lazer dominical; ou, na melhor das hipóteses, deixam ela funcionando às mínguas, até onde os professores e alunos aguentarem. Há pastores que matam a Escola Dominical, substituindo-a sempre por uma festividade, por um café de confraternização ou por outros eventos diversos que não contribuem para o fortalecimento espiritual e o crescimento teológico do rebanho. O fogo de palha tem tomado o lugar do genuíno fogo do Espírito em muitas igrejas!

O pastor batista Russel Shedd discorre sobre esse quadro de raquitismo doutrinário e de superficialidade espiritual em que muitas igrejas se encontram, enquanto negligenciam suas Escolas Dominicais: “A diminuição de alunos nas escolas bíblicas dominicais já aconteceu nos Estados Unidos e acontece também aqui. As pessoas querem uma religião já pronta, na qual não seja preciso gastar tempo, nem estudar. Crescer no conhecimento das coisas de Deus é menos interessante do que ganhar dinheiro, prosperar, ter uma vida melhor. As coisas vão ficando muito superficiais”.

Que triste, porém, verdadeira constatação! Precisamos resistir a essa tentativa de enfraquecer e anular a Escola Dominical. Por trás da desvalorização da EBD está satanás que tem todo interesse em desviar a Igreja da genuína Palavra, e fazê-la definhar em anorexia espiritual! Há muitos trabalhos de ensino disponibilizados pelas igrejas, nenhum deles, porém, se iguala à EBD em sua proposta de ensino bíblico popular para todas as faixas etárias. Não é de se estranhar que o inimigo tenha proposta na mente de muitos pastores substituírem tão importante trabalho por outros de menor relevância.

Valorizar o trabalho dos voluntários da EBD, investir em estrutura e recursos didáticos, oferecer formação continuada para melhor qualificação dos professores, divulgar a Escola Dominical e frequentá-la regularmente são atitudes que repercutirão na vida da igreja, uma vida espiritual mais saudável e solidificada na Bíblia sagrada.

Líderes da EBD, façamos a nossa parte

Concluo com as palavras do famoso pregador inglês, John Wesley, que foi contemporâneo de Robert Raikes e acompanhou o início do movimento das Escolas Dominicais na Inglaterra: “Estou convencido de que essas Escolas Dominicais são a instituição mais nobre, vista desde alguns séculos na Europa, e crescerão cada vez mais, contando que os seus professores e dirigentes cumpram seus deveres”. Ditas no século 18, estas palavras continuam sendo grande estímulo para as lideranças da EBD neste século 21! Se nos empenharmos, a Escola Dominical vai crescer; se negligenciarmos, a Escola Dominical vai morrer e com ela a própria igreja local!

Não deixe a Escola Dominical morrer em sua igreja!

Fonte: https://www.gospelprime.com.br/nao-deixe-a-escola-dominical-morrer-em-sua-igreja/


Qual sua opinião sobre esta noticia?
Deixe seu Comentário abaixo:
(*)Campos obrigatórios, e-mail e telefone não serão publicados)
Notícias de Líderes
Pastor Paulo Marcelo
Bispa Ingrid Duque
Pastor Claudio Duarte
Pastora Bianca Toledo
Missionário David Miranda
Pastor Benny Hinn
Pastor Cesino Bernardino
Apóstolo Valdemiro Santiago
Pastor Adão Santos
Pastora Joyce Meyer
Pastor Samuel Camara
Pastor Samuel Mariano
Pastor Carvalho Junior
Pastor Yossef Akiva
Pastor Josué Gonçalves
Pastor Abílio Santana
Pastor Marco Feliciano
Pastor Reuel Pereira Feitosa
Apóstolo Renê Terra Nova
Pastor Julio Ribeiro
Pastor Billy Graham
Pastor José Wellington Bezerra da Costa
Pastor Gilmar Santos
Pastor Silas Malafaia
Pastor Aluizio Silva
Apóstolo Estevam Hernandes
Pastor Reuel Bernardino
Bispa Sonia Hernandes
Pastor Hidekazu Takayama
Bispa Lucia Rodovalho
Pastor Samuel Ferreira
Pastor Oseias Gomes
Apóstolo César Augusto
Pastora Helena Tannure
Missionário RR Soares
Pastora Sarah Sheeva
Pastor Lucinho
Pastor Jorge Linhares
Pastor Elson de Assis
Apóstolo Agenor Duque
Bispa Cléo Ribeiro Rossafa
Pastor Márcio Valadão
Bispo Rodovalho
Pastor Gilvan Rodrigues
Pastor Geziel Gomes
Pastor Adeildo Costa

O Seminário Gospel oferece cursos livres de confissão religiosa cristã que são totalmente à distância, você estuda em casa, são livres de heresias e doutrinas antibiblicas, sem vinculo com o MEC, são monitorados por Igrejas, Pastores e Teólogos de Grandes Ministérios totalmente baseado na Santa Palavra de Deus, ao final você recebe DOCUMENTAÇÃO INTERNACIONAL valida no âmbito religioso.

Notícias de Cantores
Cantor Marquinhos Gomes
Cantora Ana Paula Valadão
Cantora Karen Martins
Cantor Irmão Lázaro
Cantora Nivea Soares
Cantora Cristina Mel
Banda Oficina G3
Cantora Rose Nascimento
Cantora Fernanda Brum
Cantora Damares
Cantora Bruna Karla
Cantor Regis Danese
Cantor Kleber Lucas
Ministério Renascer Praise
Cantor André Valadão
Ministério Diante do Trono
Voz da Verdade
Cantora Ludmila Ferber
Cantora Lea Mendonça
Cantor Fernandinho
Cantor Davi Sacer
Cantora Cassiane
Cantor Mattos Nascimento
Cantora Andrea Fontes
Cantora Alda Célia
Cantora Lauriete
Cantora Eyshila
Cantora Shirley Carvalhaes
Cantora Aline Barros
Cantora Mara Lima
Cantora Elaine de Jesus